Visita ao restaurante Le Chateaubriand

Meninas, ha mais ou menos um mes eu comentei q estava indo no restaurante Le Chateaubriand, do chef gatinho Inaki Aizipitarte.

Bom, nos fomos, mas depois de todo esse tempo eu nao lembro exatamente todos os 7 pratos servidos no jantar… Ainda assim, vou falar um pouquinho do meu preferido, do lugar e do chef!

Antes de tudo, pra quem planeja um jantar no 9 melhor restaurante do mundo, reservar com 2 semanas de antecedencia eh imprescindivel. Mas sao duas semanas mesmo, eles nao fazem reserva com 2 semana e 1 dia, rs. As reservas sao feitas para os servicos das 7pm. O telefone eh +33 1 43 57 45 95 e apesar de ser frances a galera entende ingles, uhu!!! 😉

Mas… se vc estiver a toa em Paris e tiver esquecido de fazer reservas, da pra tentar o servico das 9pm. Nesse caso, eles nao aceitam reservas… o programa eh meio micado, pq as fila ja tava super cheia as 8pm. Mas pra quem ama experiencias gastronomicas e nao conseguiu fazer uma reserva, eh a unica opcao!

O lugar eh bacana, alternativo, bem parisiense descolado. Um bar de madeira escura ao lado esquerdo da entrada, mesas e talheres simples, uma lousa ao fundo com os nomes dos chefs q passaram por la e uma cozinha fechada com uma janela de vidro e a porta aberta, onde rola musica eletronica alta e os cozinheiros trabalham mto!

O chef eh um gatinho, mas na minha opiniao esnobe… Qdo nos encontramos e eu disse q eu sabia q ele devia estar acostumado a receber elogios, mas de todo modo eu queria dizer  q o jantar estava uma delicia ele nao disse nem obrigada… mas como eu ja aprendi a brincar com meninos q se acham, no fim do jantar eu decidi ir embora sem acenar um “au revoir”, e ele veio ate a nossa mesa e me disse q eu era linda! 😉

Sobre a comida, achei interessante, mas nao me alucinou! Das 4 entradinhas, das quais uma parecia mtooooooo pao-de-queijo, a outra um rolinho primavera bem fininho, uma q eu nao lembro e a proxima q eu vou comentar, a minha preferida foi um consume trufado com ourico do mar! Gente, eu nunca tinha experimentado ourico e o prato foi uma surpresa m-a-r-a!!!

Qto aos outros pratos, vou ficar devendo comentarios… sinceramente, alem do pato que foi o principal e as sobremesas q nunca sou mto fa, nao me lembro de mta coisa… oq me faz concluir q nao foi sensacional (ou q eu tomei vinho demais, rs)

O preco do menu eh otimo! 55 euros! Com os vinhos, gastamos menos de 100 euros por pessoa, oq pros padroes de Sao Paulo nao eh um absurdo, principalmente pra se comer no restaurante mais badalado de Paris no momento!

Entao eh isso, meninas… num futuro proximo vou dar uma outra chance pro chef gatinho me conquistar, mas nao foi dessa vez!

Por hora, fico com o meu gatinho e a nossa foto no Le Chateaubriand

 

Bisous,

Vanessa M.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Correria, correria e mais correria!!!

Meninas, queria me desculpar pela ausencia aqui no blog, mas de repente, passei de doninha de casa com infinito tempo pra hard worker full time! Tenho trabalhado umas 50 horas por semana e nos ultimos finais de semanas viajei bastante tb…
Entao quero me desculpar e dizer q o blog vai dar uma desacelarada… vou tentar postar uma vez por semana, mas enquanto meu contrato com a Esprit (a marca gringa pra qual eu to trabalhando, q tem a nossa Gisele como rosto da nova Campanha) vai ser impossivel prometer mais do q isso!
Obrigada por continuarem vindo me visitar… fiquei surpresa qdo vi o numero de acessos em duas semanas de silencio!

Bisous

Vanessa M.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Au Revoir

Meninas, to indo pra Paris a-g-o-r-a!

Entao nao devo conseguir postar nada no fds!

Mas assim q eu voltar conto todas as novidades pra vcs!

Nao posso esperar pra comer um docinho na laduree, fazer compras de ingredientes sofisticados no Fauchon… e, claro, jantar no Le Chateaubriand!

Bisous et au revoir!!!

Vanessa M.

Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

Sauternes

Meninas, eu nunca comentei por aqui, mas ha mtooo tempo fiz um curso basico de sommelier pela ABS.

A minha maior descoberta nesse curso foi o Sauternes, um vinho branco e doce produzido na regiao que leva o mesmo nome, em Bordeaux.

Mas o doce nao vem da adicao de nenhum acucar…

Eu explico: o que acontece eh que as uvas sao atacadas por um fungo (Botrytis cinerea) que faz com que as cascas fiquem porosas e a agua evapore da polpa. Aih, a concentracao de acucar natural na fruta eh gigante e dessa historia nasce esse vinho m-a-r-a!

O aspecto eh bem licoroso, e a cor eh um amarelo dourado… Normalmente o vinho eh servido no final da refeicao e acompanha uma sobremesa, mas na minha opiniao a melhor combinacao ‘ever’ eh acompanhando um foie gras (de gansos felizes q nao sao empapussados de comida numa gaiola, 😉

Aproveitem o fim de semana pra experimentarem! e corram pra me contar!

bisous

Vanessa M.

(ps. amanha eh o grande dia! estou indo pra Paris naquele restaurante q eu comentei aqui. Depois conto como foi)

Publicado em Bebidas | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Porque retirar a pele e sementes de um tomate?

Vcs tb ja se fizeram essa pergunta?

Pois eu sempre me perguntei pq exatamente a pele e as sementes de um tomate nao sao bem quistas por quem entende muito bem de cozinha.

Aih hj resolvi ir procurar a resposta pra vcs e vou contar oq achei por aih!

Eh mais ou menos assim: qdo vc ama mto alguem, vc aprende quais partes dessa pessoa vc deve ignorar e em quais deve focar sua atencao.

Com o tomate eh a mesma coisa. No comeco a gente nao percebe qual a diferenca q a pele e as sementes fazem… ainda apaixonadas, nao vemos os detalhes… mas depois de um tempinho de namoro a gente percebe q nuance eh tudo!

Qdo a gente cozinha um tomate a pele fica com uma textura plastica e se torna uma distracao pra parte q eh realmente importante: a polpa doce, citrica, envolvente…

Quanto `as sementes, as principais razoes parecem ser a aparencia e o sabor um tanto verde e “sharp”. Alem disso, com as sementes, a gente retira o liquido de dentro do tomate, oq para um molho fresquinho faz muito sentido, pq nao precisamos deixar cozinhar tanto tempo pra reduzir essa parte. No caso de saladas, tb eh interessante nao ter este excesso de liquido, pq ela fica bonita e com aspecto de fresca por mais tempo.

Te convenci? Se nao, sugiro algo muito simples: corra pra sua cozinha, tire as sementes e pele de um tomate cereja e nao tire de outro. Experimente os dois e veja de qual vc mais gosta! Aih sim, a escolha faz todo o sentido! Pq no fim das contas, importa mesmo oq te da mais prazer!

E como fazer pra tirar a pele? Super simples!

Vc vai precisar de uma panela com agua fervendo, um recipiente com agua bem gelada e uma faquinha.

Tire o olhinho do tomate e faca um corte em formato de X na extremidade oposta.

Coloque na agua fervente por uns 45 segundos. Retire e leve imediatamente `a agua gelada por outros 45 segundos.

Vc vai ver q a pele comeca a soltar. Aih, eh so puxar com a faquinha e pronto!

Experimentem e venham me contar suas preferencias!

bisous

Vanessa M.

Publicado em Uncategorized | Marcado com , , | Deixe um comentário

Comidinha de mae: Frango crocante com creme de milho

O Jan nao curte nem um pouquinho creme de milho… mas qdo me da saudade de casa eu nem ligo mto e corro pra cozinha preparar pratos q me lembram minha mae!

Ontem a vontade foi de creme de milho e franguinho… na casa de “mainha”, o frango era a milanesa, mas eu queria uma coisinha mais crocante, e resolvi preparar assim:

Para o franginho

2 files

1 ovo

1 xicara de sucrilhos sem acucar

2 colheres de sopa de queijo parmesao ralado

1 limao

sal e pimenta a gosto

oleo para fritar

Prepare assim: Tempere os files com o sumo do limao, sal e pimenta a gosto. Deixe marinar enquanto vc prepara o restante dos ingredientes.

Bata 1 ovo com o queijo parmesao ralado e reserve.

Triture o sucrilhos em pedacos pequenos (+ ou – 1/3, 1/4 do tamanho original), tomando cuidado pra nao virar farinha 😉

Passe os files no ovo com parmesao e depois pelos flocos de milho.

Leve `a frigideira com 3 colheres de sopa de oleo e frite de cada lado ate ficar bem douradinho (uns 7 minutos cada lado)

(vc tb pode assar no forno a 180 graus, 40 minutos de cada lado. Eh mais saudavel, mas alem de demorar um bom pouquinho – e eu soh me demoro na cozinha se for pra cozinhar pratos sofisticados –  la em casa o franguinho era frito e eu tava com saudade era de la!)

Para o creme de milho

1/2 cebola media picadinha

1/2 lata de milho verde

1 copo de leite

1 colher de sopa de maizena diluida em 1/2 copo de leite

sal a gosto

Comece dourando a cebola no azeite. Adicione o milho e mexa por 1 minuto. Acrescente 1 copo de leite e sal a gosto. Deixe no fogo medio/baixo enquanto vc dissolve a maizena em 1/2 copo de leite. Leve a maizena bem diluida `a panela e mexa bem ate engrossar em ponto de creme.

Pronto!

Sirva com uma saladinha de tomates, arroz branco fresquinho e o coracao quentinho!

Beijocas

Vanessa M.

Publicado em comida de casa, Prato principal | Marcado com , | 2 Comentários

Almoco do dia

Hj cheguei em casa com uma suuuuper fome, depois de passar pelo supermercado pra comprar ingredientes pro jantar… Um amigo mtooo querido q ta morando na Holanda vem com a namorada visitar a gente hj a noite, vamos assistir a Velha Guarda da Portela ao vivo e eu to em ritmo de Brasil!!!

O almoco nao foi muito brasileiro, mas foi ultra simples e delicioso! Como fiz soh pra mim (pq de sexta-feira a tarde eu to em casa, mas o Jan trabalha), to passando a receita pra 1 pessoa.

Ingredientes:

100gr de capellini Barilla (eh fininho, cozinha rapido e ideal para molhos sem muito liquido)

1 kumato (eh, eu gostei da fruta!)

5 champignons frescos

manteiga

sal e pimenta preta a gosto

Como preparar:

Comece colocando 3 copos de agua pra ferver.

Enquanto isso, corte os champignons frescos em laminas finas e leve a uma frigideira com uma colher de sopa de manteiga quente e derretida.

Qdo os champignons estiverem transparente/dourando, reserve.

Nesse momento, a agua deve estar fervendo. Coloque o capelini e continue fazendo seu molhinho que tudo deve estar pronto nos proximos 5 minutos!

Leve o kumato cortado em cubinhos na mesma frigideira, deixe dar uma refogadinha, acrescente sal e pimenta preta moida na hora.

Adicione 2 colheres de sopa da agua da fervura do capelini e deixe o molho apurando em fogo baixo soh ate a massa estar al dente.

Escorra o capelini e coloque na frigideira com o molhinho.

Pronto!

Eu acrescentei parmesao no final, mas o molho ficou tao saboroso que eu ate dispensaria o queijo.

Receita super pratica, saudavel e fresquinha pra um dia corrido!

Bisous

Vanessa M.

Publicado em massa | Marcado com , , , | 3 Comentários